Menu

RETROANÁLISE – DRAGON BALL Z TENKAICHI TAG TEAM

Lançado a 22 de outubro de 2010 na Europa, Dragon Ball Z: Tenkaichi Tag Team foi o último jogo da saga pertencente à consola PSP.

O título foi introduzido novamente como um fighter ao estilo dos Budokai Tenkaichi presentes na Playstation 2 preservando a mesma mecânica de jogo. A maior semelhança assenta na jogabilidade, possuindo o mesmo tipo de câmera, vista de trás, de ângulo por cima do ombro do jogador e controlos idênticos. A versão portátil apesar de não oferecer a opção de escolha das personagens do GT, inclui pela primeira vez o combate 1 vs 2, 2 vs 1 e 2 vs 2.

O jogo possui mais de 70 personagens, sendo interessante a capacidade dos seus criadores em conseguir comprimir tanta informação num UMD. Por outro lado, os 10 cenários disponíveis apresentam texturas baixas.

O jogo é composto pelo modo Dragon Walker, Battle 100 e Survival.

O Dragon Walker é uma espécie de história, em combates, desde a saga Saiyan até à Majin Buu. Neste modo sobrevoamos uma espécie de mapa com os locais, existentes na série, em miniatura, algo muito similar ao gameplay do modo história do Dragon Ball Budokai 3. Assim, para além do decurso principal de eventos, é também possível executar side-quests e mini-jogos.

Já o modo Battle 100, possui desafios de batalhas épicas em equipa, aumentando a dificuldade de obter pontos à medida que avança.

Existe também a opção multiplayer onde os participantes podem juntar-se em Ad Hoc se estiverem nas proximidades.

A personalização das personagens alcança-se gastando os D-points, recebidos nas vitórias dos modos de jogo, em D-items e expansão de “slots” do lutador. Os resultados destas modificações são melhorias em combate, como por exemplo, recuperação de vida e menor consumo de ki.

Para um título de PSP, os gráficos ao nível das personagens são bastante elaborados e fieis à animação do Akira Toriyama e os cenários elaborados tridimensionalmente.

Os menus do jogo são muito coloridos e bonitos, com um design 2D e movimentados.

O áudio representa maior desilusão do jogo, uma vez que não é possível a alteração das vozes inglesas para as japonesas, transformando-se numa experiência intragável para os verdadeiros fãs. Já a nível de banda sonora, as músicas apresentadas são poucas e cansativas.

Outro ponto negativo assenta em problemas de perspetiva da camara. Por vezes, quando duas personagens estão em alturas diferentes de voo, o ângulo apresenta problemas e o alvo transcende o campo de visão.

Este é um jogo apenas para fãs ou para pessoas que prefiram jogar em consolas portáteis, uma vez que pouco acrescenta aos seus antecessores e os combates tornam-se aborrecidos após uns minutos. Ainda assim, a quantidade de personagens e o seu design surpreende e a possibilidade de combate em equipa representa um bónus.

Lançado a 22 de outubro de 2010 na Europa, Dragon Ball Z: Tenkaichi Tag Team foi o último jogo da saga pertencente à consola PSP. O título foi introduzido novamente como um fighter ao estilo dos Budokai Tenkaichi presentes na Playstation 2 preservando a mesma mecânica de jogo. A maior…
JOGABILIDADE - 59%
GRÁFICOS - 77%
SOM / BANDA SONORA - 50%
LONGEVIDADE - 74%

65%

Apenas para amantes da saga. Somente acrescenta a possibilidade de combate em equipa.

User Rating: Be the first one !
Maria Pinto

Maria Pinto

Há duas coisas que coloco no mesmo quarto: jogos e os meus cães. Assim sou feliz (quase!).
Maria Pinto

Sem Comentários

Deixe uma resposta

Recebe todas as novidades do mundo gaming diretamente no teu E-mail

Junta-te a nós no facebook

Segue-nos no Instagram

  • Apresentação Detroit: Become Human
#Playstation #Sony #Detroit

Vídeo em destaque