Menu

Análise – Kirby Star Allies

O novo jogo de Kirby dá grande destaque à força da amizade, sendo que podemos ter até quatro amigos, nesta nova aventura. Mas uma força maligna promete dar uma grande dor de cabeça ao Kirby e companhia.

Kirby Star Allies é o mais recente título da saga do pequeno ser que tem um universo no estômago e consegue, literalmente, engolir qualquer tipo de inimigos, além dos doces e vários tipos de comida que encontra pelo mundo. E ao engolir os inimigos, o pequenote adquire as suas armas/habilidades. E é basicamente isto que precisam de saber para saborear qualquer jogo Kirby. Mas Star Allies permite que exploremos vários mapas com três amigos. Além de termos o modo História, o modo principal, temos também vários mini-jogos que podemos jogar acompanhados ou sozinhos, prolongando assim a longevidade do jogo, pois este é, sem dúvida alguma, o seu ponto (muito) fraco. Kirby Star Allies dura muito pouco. É realmente um jogo muito curto, principalmente pelo preço pedido neste momento. Temos alguns desbloqueáveis, mas pode ser completo, a 100%, em menos de 13 horas. É verdade que o jogo original também era muito curto, podendo ser completo em menos de duas horas, mas eram outros tempos e outras limitações.

Mas nem tudo são coisas más. A jogabilidade está muito boa, com várias técnicas, a solo e combinadas, que torna o jogo muito divertido. Temos também vários momentos em que os quatro amigos juntam-se para formar uma “super forma”, atravessando o nível de forma única, como por exemplo formar pontes ou rodas que destroem todo o tipo de obstáculos à sua frente. Apesar de já não jogar Kirby há uns anos, parece-me que a jogabilidade flui muito bem e está bem adequada ao facto de podermos juntar vários amigos e combinar poderes/técnicas. Mas é preciso notar que o jogo é extremamente fácil, ao ponto de ser possível ficar num canto e deixar o CPU, caso não tenham amigos com quem jogar, destruir todo o tipo de inimigos e até bosses, ainda que o mesmo não aconteça com alguns dos puzzles presentes no jogo. Claro que os bosses são mais difíceis de combater, mas caso possuam um membro na vossa trupe com algum elemento que seja forte em relação ao boss (fogo tira muito mais dano ao gelo que qualquer outro elemento, por exemplo), então é muito simples combater qualquer tipo de entrave. E caso tenham dúvidas de quais as técnicas que podem realizar, podem sempre consultar o menu, sendo que acompanha sempre uma descrição dos poderes que possuem naquele momento, quais os comandos que podem fazer e até por vezes, uma descrição do boss que estão a lutar.

Mas Kirby sempre foi uma saga que sempre tentou apelar mais às crianças, tendo sido sempre um jogo mais fácil que outros títulos proprietários da Nintendo. E isso sempre foi visível na sua apresentação, com as personagens fofas e aspecto dócil, mesmo até alguns bosses, faz com que o jogo seja mais apontado para um público bastante jovem. Já neste título, temos uma força maligna que anda a perturbar a paz na Dream Land. Kirby descobre a trama e decide devolver a paz ao seu planeta, nem que tenha de ir até ao fim do universo. E com outros três companheiros. A história é muito básica, e se der mais detalhes ficam a saber tudo, mas voltamos ao argumento “Kirby sempre foi uma saga que apela mais às crianças”. O final do jogo é muito diferente e interessante, relembrando alguns clássicos das consolas SEGA, mas depois de tudo contado, a história é pequena e simples, o quer dizer que deverão acabar, dependendo da vossa aptidão com jogos de plataformas, em menos de 5 horas.

Quanto aos gráficos, penso que o jogo tem um visual aconchegante e bonito, fofo até, e passa a mensagem de ser um lugar que queremos explorar com amigos e ver o que tem para oferecer, para além da enorme quantidade de doces que encontramos, numa corrida desenfreada para comermos mais do que os nossos companheiros. Apesar de não ter gráficos com cores sólidas como muitos jogos para crianças costumam ter, os níveis, mapas e modos extra têm todos um aspecto simples, mas eficaz, onde podemos ver claramente onde estão os inimigos, as peças de puzzle, os doces, as portas e outros elementos importantes, dando destaque às personagens, sem que pareça fora do sítio. E alguns dos níveis têm diversas transições, como por exemplo mergulhar no começo e passar a parte final do boss a voar até ao fim do nível. O que não falta é variação de localizações neste jogo.

A banda sonora revisita títulos anteriores e traz algumas versões novas ou simplesmente usa as músicas originais para invocar a nossa nostalgia. A banda sonora dos jogos Kirby sempre foi um dos seus encantos nada escondidos, ao contrário de alguns bosses, com vários fãs a preferirem esta saga a outras mais famosas, apenas pelo tipo de música que sempre apresentou. O jogo evoluiu e o mesmo aconteceu à sua banda sonora, que por diversas vezes diversificou entre as músicas fofas, com temas mais pesados e/ou rápidos. Os sons continuam os mesmos desde há muitos anos e sinceramente, acho que devem apenas melhorar a qualidade, se possível, de forma a tornar a experiência o mais autêntica possível.

Esquecendo o pormenor dos níveis serem divididos por secções (que também acontecia em títulos anteriores), o pormenor da facilidade com que o jogo pode ser passado até ao fim, principalmente com a ajuda do CPU (que também acontecia em títulos anteriores), e o pormenor da história ser existente apenas para enquadrar esta narrativa na história da saga Kirby (…), o jogo é muito divertido e dá para obter uns bons momentos com o mesmo. Mas a sua longevidade faz com que perca muito do seu charme, em comparação com outros jogos da Nintendo Switch. No fim de tudo, é um bom jogo mas muito curto.

█ F.S.

 

Kirby Star Allies está disponível para Nintendo Switch. Para mais informações, visita o site oficial.

O novo jogo de Kirby dá grande destaque à força da amizade, sendo que podemos ter até quatro amigos, nesta nova aventura. Mas uma força maligna promete dar uma grande dor de cabeça ao Kirby e companhia. https://www.youtube.com/watch?v=_5FGFSz6B8U Kirby Star Allies é o mais recente título da saga do pequeno…

Kirby Star Allies

Jogabilidade - 80%
Gráficos - 80%
Som/Banda Sonora - 90%
Longevidade - 55%

76%

Bom

Esquecendo o pormenor dos níveis serem divididos por secções (o que quebra muito a acção), o pormenor da facilidade com que o jogo pode ser passado até ao fim, principalmente com a ajuda do CPU, e o pormenor da história ser fraca, o jogo é muito divertido e dá para obter uns bons momentos com o mesmo. Mas a sua longevidade faz com que perca muito do seu charme, em comparação com outros jogos da Nintendo Switch. No fim de tudo, é um bom jogo mas muito curto.

User Rating: Be the first one !
Filipe Silva
Aborrece-me:

Filipe Silva

Viciado em jogos de stealth, luta, beat'em ups e hack 'n slashes, mas um jogo com uma boa história e arte gráfica, é sempre bem vindo. E detesto MGS4.
Filipe Silva
Aborrece-me:

Sem Comentários

Deixe uma resposta

Recebe todas as novidades do mundo gaming diretamente no teu E-mail

Junta-te a nós no facebook

Segue-nos no Instagram

  • Hoje foi dia de andar à porrada na showroom da @nintendopt :D

Vídeo em destaque