Menu

RETROANÁLISE – Gabriel Knight 2: The Beast Within (MS-DOS)

The Beast Within foi considerado o jogo do ano!

 

Em 1995 foi lançado pela Sierra um dos mais bem-sucedidos point-and-click da década. Gabriel Knight 2: The Beast Within é o sucessor de Gabriel Knight: Sins of the Fathers (1993) e ao contrário deste, o jogo é totalmente em FMV (full motion video), uma tecnologia que estava em alta na época e aproveitando o lançamento dos recentes CD-ROMs. A edição trazia 6 CDs, uma vez que toda a jogabilidade era feita por segmentos de vídeos ou fotografias, algo admirável e caro para a altura.

A título de curiosidade, o terceiro jogo da saga, Gabriel Knight 3: Blood of the Sacred, Blood of the Damned foi produzido em 3D, já que na época era a vertente mais explorada pelos novos desenvolvedores e usuários.

Em 1996, Gabriel Knight 2: The Beast Within foi considerado o jogo do ano.

O jogo mistura fiação com realidade, tentando preencher lacunas sobre certos factos históricos da dinastia alemã e não só.

A aventura inicia-se passado um ano desde o caso Voodoo Murders (Primeiro jogo, The Sins of the Fathers). A nossa personagem principal, Gabriel Knight herdou um castelo numa aldeia alemã. Enquanto lá está hospedado, é abordado por um grupo de aldeões que batem à sua porta, alegando que a filha de Sepp Huber, lá presente, havia sido assassinada pelo que eles julgavam ser um lobisomem.

Sendo Gabriel considerado um Schattenjäger (palavra alemã que remete para um caçador de monstros), um descendente dos Ritter e um curioso escritor, decidiu investigar.

A polícia alemã acredita que o assassinato foi causado por dois lobos que escaparam do zoo, mas com o desenrolar da história, vamos recebendo pistas que indicam o contrário, bem como acontecimentos inexplicáveis.

A partir daqui o jogador explora o local da tragédia e terá acesso a um carro que poderá usar para viajar entre pontos estratégicos de Munique.

Gabriel Knight 2 está dividido em 6 capítulos, sendo que em alguns deles a personagem jogável passa a ser Grace Nakimura, a sua assistente. Esta será responsável pela investigação histórica da relação entre os lobisomens e a família Ritter, bem como entre o rei Ludwig II.

Estando na presença de um point-and-click, as ações como usar objetos, falar, explorar ou qualquer interação, são através do rato.

Os gráficos, tendo em conta a época, eram ótimos, baseados apenas em vídeo e fotografias reais dos cenários, e com a presença de bons atores, como personagens carismáticas.

O jogo tem uma trama envolvente que prende o jogador até descobrir o mistério final. É notável como um jogo de 1995 consegue agradar tanto e ser considerado um dos melhores do seu género ainda hoje.

The Beast Within foi considerado o jogo do ano!   Em 1995 foi lançado pela Sierra um dos mais bem-sucedidos point-and-click da década. Gabriel Knight 2: The Beast Within é o sucessor de Gabriel Knight: Sins of the Fathers (1993) e ao contrário deste, o jogo é totalmente em FMV (full…
JOGABILIDADE - 90%
GRÁFICOS - 80%
SOM / BANDA SONORA - 76%
LONGEVIDADE - 88%

84%

User Rating: Be the first one !
Maria Pinto

Maria Pinto

Há duas coisas que coloco no mesmo quarto: jogos e os meus cães. Assim sou feliz (quase!).
Maria Pinto

Sem Comentários

Deixe uma resposta

Recebe todas as novidades do mundo gaming diretamente no teu E-mail

Junta-te a nós no facebook

Segue-nos no Instagram

  • Comic Con Portugal 2018
#ComicConPortugal

Vídeo em destaque