Menu

Análise – Captain Toad: Treasure Tracker + DLC (Switch)

Captain Toad: Treasure Track foi, originalmente lançado na WiiU, uma nova direcção dentro do universo Super Mario, sendo que controlamos Captain Toad, tal como o nome do jogo indica. Neste spin-off, andamos por um mundo totalmente diferente do que se viu até agora, onde temos pequenos mapas que têm vários tipos de nuances em termos de resolução de puzzles. Uns mais obscuros, outros mais acessíveis, mas todos únicos.

Mas Captain Toad não é a única personagem jogável, sendo que temos também a Toadette, a sua homóloga directa. Nada muda, mas temos vários pontos de perspectiva sobre a mesma história. Já que estamos no tema de história, esta é muito simples e básica, sem que isso prejudique o título e, sejamos muito sinceros, a história do Universo Super Mario não costumam ser muito complexas, mas fazem o seu trabalho, fora uma ou outra excepção de sucesso. A jogabilidade é simples o suficiente para qualquer um poder pegar no jogo, mas complexa o suficiente para não estagnar, sendo que o ponto alto em si do jogo são os puzzles.

Neste jogo, os puzzles fazem a jogabilidade, pois quando temos puzzles muito simples, a jogabilidade é directa. No entanto, quando temos puzzles mais complicados, podemos descobrir novos “truques” que não conhecíamos ser possíveis realizar. Apesar de não haver muito a dizer sobre a jogabilidade, a verdade é que a simplicidade é um ponto forte neste caso, ainda que ao jogarmos com a Toadette, não tenhamos uma mudança drástica de jogabilidade, o que poderia ter sido uma mais-valia neste caso. Ainda assim, jogabilidade simples, mas bastante funcional.

Em termos de gráficos, o jogo tem uma apresentação limpa, já conhecida pela Nintendo. Desde as cores aos gráficos em si, o jogo tem visuais muito bons, principalmente para um jogo que saiu inicialmente em 2014, numa consola mais antiga. Existem algumas melhorias gráficas, mas nada de significante. Toda a apresentação do jogo mostra um cuidado na forma como o jogo foi feito, e que deverá ter muito mais sucesso agora que saiu na Switch e na 3DS. A banda sonora, tal como a jogabilidade, é simples mas eficaz. Não temos grandes temas inesquecíveis, mas o tema principal do jogo é engraçado e convidativo. Já os efeitos sonoros, são os que estamos acostumados por parte da companhia.

A longevidade é capaz de ser o ponto alto do jogo. Apesar de ser composto por vários “pequenos” níveis, o jogo tem uma vertente de repetição muito boa. Temos três pérolas para encontrar em cada nível, uma estrela para este ficar completo e uma sub-tarefa para obter o selo, tal como apanhar X moedas, passar o nível sem perder vida, etc. Após isto, ainda podemos procurar no mesmo nível, o Pixel Toad escondido. Considerando que temos vários episódios, e cada episódio tem entre 20 a 30 níveis, é de notar a quantidade de puzzles que podemos resolver neste “pequeno” jogo. Mesmo que não queiram completar tudo, o jogo continua a ser relativamente comprido e divertido. Nesta nova versão, temos novos níveis, inspirados em Super Mario Odyssey, que prolongam ainda mais a experiência. Recentemente, foi também lançada um episódio com mapas inteiramente novos, que podemos explorar sozinhos ou a dois, adicionando ainda mais longevidade ao título.

Feitas as contas, Captain Toad: Treasure Tracker é um óptimo jogo, principalmente para quem gosta do universo Super Mario, mas quem prefere jogar algo menos saltitante e mais intelectualmente estimulante. Não é um jogo muito fácil, mas também não é difícil, sendo que as mecânicas são introduzidas logo de inicio, e não mudam muito mais, sendo que ao longo dos níveis são exploradas novas vertentes das mesmas. Apesar da premissa não ser algo que vá explodir mentes nem inovar o género, o jogo sabe bem o que fazer e como o fazer. Uma das pérolas da consola mais recente da Nintendo que poderá ser deixado de lado, e que merece bastante atenção.

█ F.S.

Captain Toad: Treasure Tracker está disponível para a Nintendo Switch. Para mais informações, visita o website oficial.

Captain Toad: Treasure Track foi, originalmente lançado na WiiU, uma nova direcção dentro do universo Super Mario, sendo que controlamos Captain Toad, tal como o nome do jogo indica. Neste spin-off, andamos por um mundo totalmente diferente do que se viu até agora, onde temos pequenos mapas que têm vários…

Captain Toad: Treasure Tracker + DLC

Jogabilidade - 90%
Gráficos - 88%
Som/Banda Sonora - 85%
Longevidade - 95%

90%

Muito Bom

Feitas as contas é um óptimo jogo, principalmente para quem gosta do universo Super Mario, mas quem prefere jogar algo menos saltitante e mais intelectualmente estimulante. Não é um jogo muito fácil, mas também não é difícil, sendo que as mecânicas são introduzidas logo de inicio, e não mudam muito mais, sendo que ao longo dos níveis são exploradas novas vertentes das mesmas. Uma das pérolas da consola mais recente da Nintendo que poderá ser deixado de lado, e que merece bastante atenção.

User Rating: Be the first one !
Filipe Silva
Aborrece-me:

Filipe Silva

Viciado em jogos de stealth, luta, beat'em ups e hack 'n slashes, mas um jogo com uma boa história e arte gráfica, é sempre bem vindo. E detesto MGS4.
Filipe Silva
Aborrece-me:

Sem Comentários

Deixe uma resposta

Recebe todas as novidades do mundo gaming diretamente no teu E-mail

Junta-te a nós no facebook

Segue-nos no Instagram

  • A nossa análise ao Captain Toad: Treasure Tracker já se encontra online!

http://www.moshbit.pt/2019/04/09/analise-captain-toad-treasure-tracker-2018/

#Nintendo #Switch #Toad #captaintoadtreasuretracker #MBG #MoshBitGaming #Análise

Vídeo em destaque