Menu

Labyrinth City: Pierre the Maze Detective – Análise

Lembram-se dos livros do Wally? De folhear as páginas em busca do homenzinho da blusa às riscas e óculos redondos, no meio dos mais caóticos cenários? Pois é! Labyrinth City: Pierre the Maze Detective lembrou-me tanto o Wally! O jogo é baseado nos livros de Hiro Kamigaki, mais especificamente Pierre, o Detetive do Labirinto, que até têm um estilo semelhante.

Pierre é um rapazinho detetive que tenta impedir Mr.X de roubar a Pedra do Labirinto, cujo poder transformou a cidade em…bem, em grandes labirintos! Cabe a Pierre, com a ajuda dos amigos, a responsabilidade de investigar os cenários onde impera a desordem. É preciso juntar as pistas para encontrar as testemunhas e resolver o mistério do desaparecimento da pedra para impedir que o vilão Mr.X escape!

O objetivo principal é simples: percorrer os labirintos gigantes de forma a encontrar uma lista de personagens que nos deem as pistas de que precisamos. Sabemos onde estão, o desafio é mesmo chegar até lá! Além disso, a jornada faz-se colecionando vários artigos. Há vários níveis de colecionismo, mesmo este não sendo obrigatório. Em cada nível é possível encontrar:

- 3 estrelas;

- Cerca de 4 baús com objetos;

- 4 notas de game dev, com conceitos de arte e esboços de personagens.

- 1 troféu “escondido”.

No menu principal podemos consultar tudo o que fomos recolhendo, bem como selecionar os níveis já desbloqueados para poder dar uma vista de olhos mais tarde.

É um jogo que puxa pela memória, concentração e resolução de problemas, sem ser difícil e cansativo. É admitidamente um jogo infantil; por isso mesmo há, entre níveis, a parte da história contada como se nos estivessem a ler o livro. Labyrinth City: Pierre the Maze Detective é, no fim de contas, um livro interativo que conjuga bem a parte jogável com a narrativa. Tanto pode ser jogado por crianças, como por toda a família. Até mesmo por graúdos que apreciem os desafios.

Há sempre personagens interativas e easter eggs à espera de ser encontrados em qualquer canto. Além disso, está recheado de referências a outros videojogos e filmes, tais como Skyrim ou Viagem de Chihiro.

Em termos de jogabilidade, apenas encontrei um ponto menos positivo. A navegação (em PC) parecia um pouco inconsistente e por vezes mudar de direção tornava-se complicado. Refiro-me a áreas no mapa em que havia pontos com várias direções disponíveis ou em plano inclinado. Contudo, com um pouco de prática habituei-me e não estranhei mais.

Tem uns gráficos adoráveis, nos mais diversos ambientes com os mais pequenos e divertidos detalhes: o museu revirado do avesso, com estátuas que fogem e quadros animados; a cidade caótica em hora de ponta, com lojas e travessas que se cruzam, gente nos telhados, passagens secretas; a floresta com plataformas de madeira ligadas por pontes; ou mesmo a casa assombrada repleta de monstros. Labyrinth City: Pierre the Maze Detective entrega-nos tudo isto num estilo de desenho animado clássico, com traços simples e coloridos, mas dinâmicos e enternecedores. Os mapas são tal e qual os do livro.

Tem uma banda sonora rica e divertida, adaptada a cada nível da melhora forma, sempre com um tom enigmático.

Demorei cerca de 5 horas sem fazer questão de varrer os níveis a 100%. Ainda assim recolhi muitos dos objetos, pois fazê-lo traz algo de satisfatório.

É intenso, viciante e recomendado a quem gosta de desafios. Infelizmente não está disponível em português; apenas em inglês e espanhol, entre outras línguas.

Labyrinth City: Pierre the Maze Detective saiu a Disponível desde 22 de junho de 2021 para Steam e Nintendo Switch.

 

Notas: esta análise foi feita com a versão Steam; código de jogo gentilmente cedido pela editora.
Em parceria com Writemosphere.

Review Overview

Lembram-se dos livros do Wally? De folhear as páginas em busca do homenzinho da blusa às riscas e óculos redondos, no meio dos mais caóticos cenários? Pois é! Labyrinth City: Pierre the Maze Detective lembrou-me tanto o Wally! O jogo é baseado nos livros de Hiro Kamigaki, mais especificamente Pierre,…

Labyrinth City: Pierre the Maze Detective

Jogabilidade - 85%
Gráficos - 92%
Som/Banda Sonora - 88%
Longevidade - 85%
Narrativa - 90%

88%

Muito Bom

É intenso, viciante e recomendado a quem gosta de desafios. Não está disponível em português.

User Rating: Be the first one !
Latest posts by Martina Silvestre (see all)

Sem Comentários

Deixe uma resposta

Junta-te a nós no facebook

Segue-nos no Instagram

This error message is only visible to WordPress admins

Error: API requests are being delayed for this account. New posts will not be retrieved.

Log in as an administrator and view the Instagram Feed settings page for more details.

Vídeo em destaque

MOSH BITAITES

Próximos Lançamentos