Warning: get_headers(): php_network_getaddresses: getaddrinfo failed: Name or service not known in /home/moshbitw/public_html/wp-content/themes/Gameleon/includes/functions.php on line 324

Warning: get_headers(http://wpt.ninja/s/?u=www.moshbit.pt): failed to open stream: php_network_getaddresses: getaddrinfo failed: Name or service not known in /home/moshbitw/public_html/wp-content/themes/Gameleon/includes/functions.php on line 324
Menu

Análise – Yuki (PSVR)


Warning: get_headers(): php_network_getaddresses: getaddrinfo failed: Name or service not known in /home/moshbitw/public_html/wp-content/themes/Gameleon/includes/functions.php on line 324

Warning: get_headers(http://wpt.ninja/s/?u=www.moshbit.pt): failed to open stream: php_network_getaddresses: getaddrinfo failed: Name or service not known in /home/moshbitw/public_html/wp-content/themes/Gameleon/includes/functions.php on line 324

Yuki funde os géneros roguelike e bullet hell num o formato arcade, levando esta fusão até aos dispositivos de realidade virtual. O jogo decorre todo num universo criado pela imaginação de uma criança, que é uma grande fã da personagem de anime Yuki, uma ranger espacial. A criança adora brincar com a sua figura de Yuki e criar um universo na sua imaginação dessas brincadeiras com ela. São precisamente essas brincadeiras que nós jogamos. Por ser uma personagem de anime todo ambiente do jogo é baseado no Japão.

A gameplay é a típica de um bullet hell, ou seja, os nossos inimigos enviam até nós enchentes de balas das quais nos temos de desviar, tendo que simultaneamente disparar contra os autores dos disparos para os derrotarmos. O jogo utiliza dois comandos move, sendo que o comando esquerdo controla o POD, o nosso companheiro protetor que pode apanhar itens e utilizar alguns poderes especiais, como congelar todos os inimigos no ecrã, e o comando direito controla Yuki, que pode disparar e controlar a utilização de alguns power-ups.
Não só este jogo é um bullet hell, como também é um roguelike. Neste caso sempre que morremos temos de voltar ao princípio do jogo. Apenas temos checkpoints ao derrotarmos os bosses no final de determinados capítulos. Ao derrotarmos o boss do segundo capítulo podemos começar do início do mesmo na próxima run, ao derrotarmos o boss do quarto capítulo terá o mesmo efeito e do sexto capítulo também.
Nenhuma run é igual à anterior, sendo que o spawn dos inimigos e o padrão de ataques vai sempre alterando um pouco de cada vez que recomeçamos.

Temos dois modos de jogo disponíveis. O Patrol Mode, é a campanha principal. Esta está dividida em seis capítulos. O Endless Mode apresenta níveis infinitos de forma a tentarmos alcançar a maior pontuação possível e conquistarmos um lugar na tabela classificativa. Além de tudo isso, podemos ainda desbloquear novos powerups, upgrades e charms, comprando-os com as creative drives (moeda do jogo) que formos colecionando ao longo dos níveis.
Podemos também desbloquear novos fatos, cada um com as suas próprias habilidades.

Os visuais estilo anime do jogo colocam-nos facilmente dentro do universo de Yuki, com a ajuda de uma banda sonora simples, mas que se enquadra na perfeição.

Apesar de todos os pontos positivos referidos, Yuki também tem as suas coisas menos boas. O facto de se ter de começar sempre de novo tem o risco de acabar por tornar o jogo repetitivo, o facto dos inimigos serem sempre bastante semelhantes com o mesmo estilo de ataques também não ajuda neste aspeto. Por vezes os comandos também acabam por descalibrar com facilidade. Por fim, para aqueles que estão habituados ao género e consigam ter facilidade em progredir no mesmo, o jogo torna-se muito curto pois pode ser concluído em aproximadamente 2h se fizermos tudo seguido. A narrativa do jogo também é inexistente, apesar de que neste estilo de jogo não é muito necessária.

Yuki está disponível na Oculus Quest Store, Steam e PlayStation Store. Para mais informações visitem o site oficial do jogo.

Yuki funde os géneros roguelike e bullet hell num o formato arcade, levando esta fusão até aos dispositivos de realidade virtual. O jogo decorre todo num universo criado pela imaginação de uma criança, que é uma grande fã da personagem de anime Yuki, uma ranger espacial. A criança adora brincar…

Yuki (PSVR)

Jogabilidade - 88%
Gráficos - 85%
Som/Banda Sonora - 77%
Longevidade - 70%

80%

Bom

Yuki combina os géneros roguelike e bullet hell num incrível shooter para dispositivos de realidade virtual. O universo anime que envolve o jogo é bastante imersivo, e a sua gameplay é diversão e exercício físico garantidos. Yuki tem os seus pontos negativos, mas que não impedem que seja um grande jogo.

User Rating: Be the first one !
Nicole Concha


Warning: get_headers(): php_network_getaddresses: getaddrinfo failed: Name or service not known in /home/moshbitw/public_html/wp-content/themes/Gameleon/includes/functions.php on line 324

Warning: get_headers(http://wpt.ninja/s/?u=www.moshbit.pt): failed to open stream: php_network_getaddresses: getaddrinfo failed: Name or service not known in /home/moshbitw/public_html/wp-content/themes/Gameleon/includes/functions.php on line 324

Sem Comentários

Deixe uma resposta

Junta-te a nós no facebook

Vídeo em destaque

MOSH BITAITES

Próximos Lançamentos

30 minutos de Jogabilidade