Menu

Zero Latency Lisboa lança Engineerium, a primeira aventura de exploração multijogador em realidade virtual

O Zero Latency, o centro de realidade virtual mais avançado do mundo, anuncia que a, partir de amanhã, dia 27 de Setembro, passa a estar disponível um novo videojogo no centro em Lisboa localizado no Dolce Vita Tejo.

No Engineerium os jogadores são agora levados para um mundo onírico em que até 8 pessoas – em simultâneo – procuram reencontrar-se com a sua tribo perdida e onde a união do grupo é várias vezes posta à prova. Sem armas e tiros, os jogadores terão de percorrer caminhos que parecem impossíveis e que jogam com a mente e as sensações. Por outro lado, distrações várias que colocam à prova o equilíbrio de quem os pretende atravessar. E toda a aventura decorre no meio da natureza e da imensidade do céu e do mar o que torna a experiência ainda mais impressionante e imersiva. No final, os dignos conseguirão reunir-se com a sua tribo onde são recebidos com uma celebração digna dos deuses.

Aqui está disponível uma promoção do Engineerium.

O novo jogo – acessível a toda a família, sem armas ou tiros – e com foco na exploração cooperativa contrasta em completo com as primeiras experiências até agora disponíveis no centro: Zombie Survival e o Singularity. A principal diferença de Engineerium, além do ambiente, reside no facto de não ser necessário qualquer arma para o jogo: é o próprio jogo que se converte no elemento chave para os jogadores alcançarem a sua tribo perdida.

Engineerium é a oportunidade perfeita para qualquer pessoa realizar a primeira experiência de realidade virtual” explica Rui Pimentel, country manager da 7fun. “A possibilidade de podermos jogar sem cabos proporciona uma liberdade sem limites e ainda mais no caso de Engineerium, onde o jogador não tem necessidade de levar consigo nenhum elemento adicional já que tudo gira em torno do seu corpo”.

Presente em Portugal, desde Dezembro de 2017, o espaço no Dolce Vita ultrapassou também, este mês, a marca dos 12.000 jogos realizados no espaço de 8 meses.

A experiência baseia-se numa tecnologia flexível e escalável que permite adaptar-se a diferentes áreas de jogo e número de jogadores, dependendo das necessidades de cada centro. A zona de jogo Zero Latency pode ir desde os 225 metros quadrados – como acontece no Dolce Vita Tejo – até aos 400 metros quadrados – como acontece em Melbourne, o que o torna 5 vezes maior do que qualquer outro espaço de jogo de realidade virtual existente no momento. E podem jogar até seis jogadores em simultâneo.

O espaço Zero Latency não tem paredes físicas, o que permite ao jogador andar, correr e lutar em diferentes cenários virtuais e em sucessivos níveis do videojogos. A única arena Zero Latency disponível em Portugal está localizada no Dolce Vita Teja.

Singularity e Zombie Survival

Zombie Survival foi o primeiro jogo a ser disponibilizado em Portugal no momento da inauguração do espaço. Aqui os jogadores necessitam de proteger o forte de um ataque de zombies enquanto aguardam pela equipa de resgate.

Em Março, chegou Singularity. Seguindo filmes de ficção como 2001, Odisseia no Espaço ou o mais recente Era de Ultron, nesta experiência os jogadores são convidados a sobreviver à máquina rogue AI e às vagas de robots e drones por ela controlados. O objectivo do jogo é desactivar o servidor da Estação Espacial.

Preços, idades, horários, reservas on-line e serviços para empresas

O Centro Zero Latency está localizado no Dolce Vita Tejo, ao lado da KidZania, junto à zona de restauração. O horário de funcionamento é de segunda a quinta-feira das 14:00 às 22:00, e na sexta-feira das 14:00 às 23:00. No sábado está aberto das 11:00 às 23:00 e no domingo das 11:00 às 22:00. A idade mínima para participar na experiência imersiva de realidade virtual é de 13 anos.

O preço por pessoa para jogar Engineering é de 14,95. Em breve serão criados também pacotes em que se incluirá a experiência Engineering + Zombie Survival à semelhança do que já acontece com pacote que junta as experiências Singularity + Zombie Survival.

Além das bilheteiras no centro, será também possível comprar bilhetes on-line, bastando a qualquer pessoa deslocar-se ao site do Zero Latency, escolher o dia, a hora, número de pessoas e proceder ao pagamento. Sugere-se, no entanto, a reserva on-line atempada do dia e hora da sessão pretendida.

Este espaço poderá igualmente ser utilizado por empresas e grupos para reuniões, eventos, apresentações, etc disponibilizando-se um vasto conjunto de serviços e num ambiente difícil de igualar.

Zero Latency na Europa e no Mundo

Zero Latency abriu o seu primeiro centro em Melbourne na Austrália, em 2015. Seguiu-se depois um segundo em Tóquio pela mão da popular empresa de jogos Sega, dentro do centro Joypolis. Em Novembro de 2016 é aberto o primeiro centro em Orlando nos Estados Unidos e poucos meses depois, Madrid torna-se na primeira cidade europeia a receber a Zero Latency pela mão da 7fun, que detém os direitos de exploração. Amadora é a segunda cidade europeia, e está prevista a expansão para outros países ao longo deste ano. Já existem 20 centros Zero Latency espalhados por 9 países de 4 continentes.

SOBRE A ZERO LATENCY

Zero Latency é uma empresa pioneira e líder no jogo de realidade virtual que permite liberdade de movimentos num espaço com uma grande área e para vários jogadores em simultâneo. A empresa, com sede em Melbourne, na Austrália, e com espaços de jogos em 4 continentes combina criatividade e tecnologia para criar as melhores experiências de jogo imersivas em realidade virtual. Zero Latency foi considerada pela Fast Company como uma das 10 companhias de jogos mais inovadoras. Recentemente a Zero Latency atingiu as marca de 500.000 jogadores a nível mundial.  

SOBRE A CLIMBING PLANET E 7FUN

A Climbing Planet é uma empresa espanhola fundada em 1999. Detém, desde 2015, a 7FUN, uma divisão focada no entretenimento, que tem vindo a abrir centros de entretenimento, maioritariamente em centros comerciais. A Climbing Planet detém também os direitos para abrir e explorar centros Zero Latency em Portugal e Espanha

Carlos Silva

Carlos Silva

Tenho 3 paixões: família, futebol e tecnologia. Desde muito cedo que os videojogos fazem parte do seu ritual quotidiano, mas só um perdura durante os anos da sua vida, Football Manager. No entanto, aprecio um bom First Person Shooter ou Third Person Action com uma história bem envolvente.
Carlos Silva

Sem Comentários

Deixe uma resposta

Recebe todas as novidades do mundo gaming diretamente no teu E-mail

Junta-te a nós no facebook

Segue-nos no Instagram

  • Comic Con Portugal 2018
#ComicConPortugal

Vídeo em destaque