Menu

Análise – The Nioh Collection

The Nioh Collection é como o próprio nome indica, uma coleção que contém Nioh e Nioh 2 e todos os seus DLC’s mas numa versão remastered.

Para quem não conhece esta saga, Nioh é um espécie de Dark Souls só que com Samurais e com uma velocidade de jogo bem mais rápida e com imenso loot que os inimigos dropam. Ou seja, basicamente vocês vão estar sempre cheios de armas e armaduras e vão estar sempre a mudar isso porque consoante avançam no jogo e evoluem a vossa personagem, vão estar constantemente a mudar o vosso gear.

Mas vamos começar pela história em si destes dois jogos.

O primeiro Nioh passa-se no período Sengoku , onde controlamos William Adams que viaja para o Japão para derrotar os Yokais. Enquanto isso os clãs Tokugawa e Ishida lutam entre si pelo controlo do Japão. Nioh 2 é uma prequela do primeiro jogo, onde controlamos Hideyoshi em eventos antes do período Sengoku.

Como já disse acima Nioh é um jogo bem mais rápido do que Dark Souls, é mais focado em ação e no combate corpo a corpo, e para isso existem vários tipos de armas, espadas, espadas duplas, spears, kusarigamas, arcos, machados, etc… Podem ter equipadas duas armas principais e mudar a qualquer altura, e podem também ter duas armas secundárias equipadas. Cada arma tem o seu nível e a sua qualidade. O Drop é sempre aleatório tanto nas armas como nas armaduras, e há missões que dão gear específico. Vocês vão perder um pouco de tempo a verem quais as amelhores armas para vocês e o melhor gear até porque há certas armaduras que dão bons bónus consoante o vosso estilo de jogo e aqui isso é muito importante. Existem as seguintes raridades de armaduras/armas e estão diferenciadas por cores, Comum, Incomum, Raro, Exótico, Divino e Ethereal.

Uma das coisas interessantes no combate de Nioh são as poses de combate, existe a High Stance, Low Stance e Mid Stance. Para terem uma pequena noção de como isto funciona, em Low Stance os ataques são mais rápidos mas dão menos dano se usarem uma High Stance os danos serão maiores mas mais lentos, isto tudo depende do tipo de inimigo que encontrarem pela frente.

Mas não pensem que este jogo é só atacar o mais rápido possível, porque também é preciso ter atenção à barra de stamina que serve para atacar e defender, e se atacarem imenso depois têm de ter atenção à barra para se defenderem. Mas aqui há uma pequena diferença para Dark Souls, é que essa barra de stamina que em Nioh é o Ki, se bem usada conseguem derrotar inimigos facilmente. Quando atacam várias vezes aparece uma luz azul em torno da personagem, se nesse exato momento clicarem no R1 recuperam algum do Ki que acabaram de gastar.

A comparação com Dark Souls é sempre inevitável e se em Dark Souls o design do jogo é livre, ou seja um semi open world, em Nioh o jogo está dividido por missões. Em cada região temos várias missões principais e secundárias e nós é que escolhemos quais é que fazemos, mas as missões têm níveis recomendados. À medida que vamos completando as missões vamos avançando na história e desbloqueando mais missões e mais regiões. Convém fazer todas as missões para recebere sempre mais algum gear e mais amrita, para evoluir a nossa personagem.

Podemos jogar com outros jogadores? Sim. Nioh 1 e 2 tem co op, onde o matchmaking vai buscar qualquer jogador, pode tanto ser um jogador de nível inferior ou de nível superior ou até de nível máximo, como me aconteceu algumas vezes. E ai o jogo perde um pouco a piada, porque encontrei vários jogadores que matavam inimigos com 1 shuriken e bosses com apenas 3 shurikens!

Em Nioh 2 existe outra opção, existem marcas no chão como há em Dark Souls onde podemos invocar as personagens de outros jogadores, não são os jogadores em si mas sim apenas as suas personagens controladas pela IA. E outra coisa diferente de Nioh 1, em Nioh 2 podem invocar até 2 jogadores para vos ajudarem.

Neste jogo não podem ser invadidos por outros jogadores, mas tem outra coisa muito boa. Podem lutar contra espectros de outros jogadores que morreram. Basta chegar à sepultura deles, invocar e lutar contra o espírito. Depois recebem-se boas recompensas consoante o nível do espírito.

Agora falando do Remastered em si, eu joguei na PlayStation 5 em 4K 60 FPS, mas também tem disponível em 120 FPS ou 1080p 60 FPS. Eu joguei o Nioh original na PS4 normal e a diferença para este remastered é notório. Nota-se diferenças nos gráficos e as cores são mais vivas neste remastered e tudo tem mais detalhe.

Além disso os loadings de ambos os jogos são muito mais rápidos agora muito por causa da PlayStation 5, morrer já não é assim tão grave porque mal se morre passado cerca de 2 ou 3 segundos já é possível voltar ao jogo.

Este remastered está muito bem feito e com imenso conteúdo. Para quem procura dois bons jogos com todas as expansões incluídas tem aqui muitas horas para se divertir. E para quem gostar o jogo tem menus e legendas em Português.

The Nioh Collection é como o próprio nome indica, uma coleção que contém Nioh e Nioh 2 e todos os seus DLC's mas numa versão remastered. Para quem não conhece esta saga, Nioh é um espécie de Dark Souls só que com Samurais e com uma velocidade de jogo bem…
Jogabilidade - 89%
Gráficos - 85%
Banda Sonora - 75%
Longevidade - 86%

84%

The Nioh Collection é um excelente remaster. Não entrem com medo neste tipo de jogos, entrem de espírito aberto e não pensem que morrer é perder. Muito pelo contrário, morrer é ganhar sabedoria.

User Rating: Be the first one !
Márcio Gomes
Latest posts by Márcio Gomes (see all)

Sem Comentários

Deixe uma resposta

Junta-te a nós no facebook

Vídeo em destaque

MOSH BITAITES

Próximos Lançamentos