Menu

Comic Con Portugal 2022 – Reportagem e Vídeo

Adivinhem quem esteve na COMIC CON PORTUGAL? Pois é, milhares de pessoas. Mas entre elas esteve também a equipa da MoshBit para te trazer o relatório.

Vídeo: Nicole Concha
Texto: Martina Silvestre (MartiMcWrite)

A grande questão é: vale a pena ir à Comic Con? Em particular, vale a pena rumar à capital a partir dos locais mais recônditos do país para ir à Comic Con? Vejamos.

A Comic Con Portugal decorreu no parque das Nações entre os dias 8 e 11 de dezembro, com uma área de cerca de 115 mil metros quadrados, com zonas interiores e exteriores. Foram diferentes palcos e espaços que proporcionaram diversos tipos de conteúdo para todos os gostos: O Golden Theatre, Spotlight, The One, Kids Stage, Creators Hub, Gaming Stage e Live Stage. Destaco estes últimos dois, pois foi onde a Moshbit pôde ser avistada em vários painéis. 👀

 

O Melhor da Comic Con:

Variedade de convidados e conteúdos.

No fundo uma experiência na Comic é aquilo que quisermos, pois a oferta de painéis e conteúdos é imensa e podemos escolher aquilo que mais se aproxima dos nossos gostos. É a possibilidade de mergulhar no universo geek e nas suas diversas vertentes, como Cinema, Banda Desenhada, Gaming ou Literatura. Essas experiências diferenciadas podem ser visto nas reportagens dos vários órgãos. Para terem uma ideia melhor, vejam o vídeo acima.
Além disso, tivemos estrelas internacionais como Zachary Levi de Shazam ou Alan Tyduk de Resident Alien, mas também residentes, como foi o caso do elenco de Pôr do Sol e de Codex 632 (série baseada no romance de José Rodrigues dos Santos).
Num evento desta envergadura não podiam faltar os cosplayers, que trazem à “realidade” muitos dos nossos heróis dos ecrãs e livros.

 

Gaming: Mais do que Esports

No Gaming Stage destacamos a apresentação de Marco Fresco, bem como de André Pinto e da nossa Nicole Concha, que garantiram uma dinâmica imparável durante os quatro dias do evento. Este ano contou com uma abordagem para além dos esports, com um maior foco na indústria gaming e também um espaço onde o público era convidado a participar em jogos, especial deleite entre os mais novos. Além disso, contámos também com a presença de uma pequena área Nintendo com free-to-play e passatempos.
Num dos dias o Gaming Stage deu lugar ao jogo de Portugal onde parte do público se juntou naquela que acabou por ser a derrota de Portugal contra Marrocos, mas onde nos juntámos num momento de união pré-pandemia.

 

Conforto:

Eu dou valor ao tempo que estamos dentro de um recinto sem estar a fazer nada em particular; aqueles intervalos entre painéis ou só para descansar. A Comic Con soube gerir bem essa parte, pois havia áreas para sentar em quase todos os palcos, bem como na área Kids.

A Melhorar:

A área:
A área exterior estava condicionada ao tempo imprevisível, que até deu tréguas durante a maior parte do evento, salvo no último dia em que a chuva limitava a circulação. Por outro lado havia muito espaço negativo no exterior, como entre o Geek Market e o Creators Hub, que podia facilmente ser preenchido com uma área lounge  ou um corredor coberto.
Pelo mapa dava a sensação de que as diferentes áreas eram mais próximas, mas não eram. . O Creators Hub era uma área mais afastada de todas as outras e quase nem era notada. Por vezes os acessos eram cortados ou alterados, tornando essa distância ainda maior, o que é um problema para quem tem mobilidade reduzida/condicionada.

 

As marcas:
Algo que gostaria de ver neste género de eventos era uma variedade de experiências de ativação de marca que não fosse apenas o típico “Queremos os vossos dados por este brinde”. Alguns exemplos de experiências únicas foram os Doritos, com a garra-humana ou simulador da AXN para quem gosta de montanhas-russas.

Veredicto:

Respondendo á questão inicial, se vale a pena. Por aquilo que é possível experienciar no interior do recinto, diria que sim. Mesmo com os preços puxaditos dos bilhetes simples a rondar os 35€ para adultos e os 10€ para crianças (dos 6 aos 12 anos). É um evento que celebra e promove o universo geek em praticamente todos os formatos e para todas as idades e interesses. Houve também uma boa oferta de gaming, mesmo não sendo o ponto central do evento.

E quanto a vocês, também lá estiveram? Como foi a vossa experiência?

Latest posts by Martina Silvestre (see all)

Sem Comentários

Deixe uma resposta

Junta-te a nós no facebook

Vídeo em destaque

30 minutos de Jogabilidade

MOSH BITAITES

Próximos Lançamentos