Menu

Análise – Kirby’s Return to Dream Land Deluxe

Mais uma aventura de Kirby na Nintendo Switch, agora revisitando o título que saiu originalmente para a Wii como Kirby’s Adventure Wii com mais algumas adições incluídas, trazendo assim uma nova plateia para o título. O título original saiu há mais de 10 anos, e portanto, facilmente conseguirá arranjar novos, e velhos, adeptos para umas novas sessões de jogo com Kirby e os seus companheiros de costume.

Ora bem, se são fãs de Kirby não será preciso recomendar ou ler esta análise para estarem já neste momento a jogar esta aventura, principalmente se é a primeira vez que a jogam. Mas se ainda assim precisam de algum reforço, então vão adorar o jogo. Agora, olhando objectivamente para o jogo, existem algumas diferenças entre ambas as versões. Além de novas habilidades cópia do Kirby, novas melhorias gráficas e de jogabilidade, novos mini-jogos e uma nova “campanha” protagonizada por Magolor. À parte da aventura, temos os mini-jogos disponíveis logo à entrada com o modo Merry Magoland, onde não precisamos de desbloquear os mini-jogos, podendo começar aquelas tardes e/ou noites de jogatanas com os amigos, na companhia de Kirby. Ou então, tentar ultrapassar os vários níveis de dificuldade de cada mini-jogo.

A história de Kirby’s Return to Dream Land Deluxe apresenta-nos Magolor, um viajante interdimensional que tem um acidente com a sua nave Lor Starcutter, e Kirby e os seus compinchas decidem ajudar Magolor a recuperar partes da sua nave. Para tal, Kirby explora todos os cantos do planeta Pop e consequentemente mais alguns de Dream Land. A trama desenvolve-se e temos vários desafios para enfrentar neste mundo repleto de criaturas muito diferentes. Encontramos bosses e mini-bosses, alguns já bem conhecidos da série, derrotando tudo o que aparecer à frente e recuperando as peças necessárias para Magolor poder regressar a casa. Sem contar muito, a história é muito dentro do que já aconteceu anteriormente noutros títulos Kirby. Apesar de não ser excepcional, continua a ser simples e eficaz o suficiente para não ser maçuda. Com a versão Deluxe, temos um epílogo que explora o que aconteceu depois da trama do modo principal se desenrolar por completo. Outra vez, sem dar grandes detalhes, este novo modo explora a história na perspectiva de Magolor e conta-nos o que acontece após a história principal.

A jogabilidade deixou para trás a terceira dimensão de Kirby and the Forgotten Land e, na minha perspectiva, melhorou a jogabilidade de Kirby Star Allies, de forma a que esta seja a melhor jogabilidade da bola cor-de-rosa em 2D. Temos mais habilidades, mais acções possíveis por cada habilidade, além de que podemos jogar a solo ou acompanhados, sem ter que andar sempre com o CPU atrás. Os níveis parecem mais bem trabalhados e pensados em termos de puzzle, sem que isso bloqueie completamente a acção do jogador. Temos também uma nova versão de dificuldade, em que Magolor ajuda o jogador a percorrer o nível, seja a fornecer itens de energia ou a salvar dos vários precipícios dos níveis. Várias habilidades têm as suas características e ataques próprios que facilmente conseguem aprofundar a jogabilidade deste título quando comparado a títulos anteriores.

E sem contar com as novas habilidades Mecha e Areia, que adicionam ainda mais complexidade a todo o moveset de Kirby. De notar que cada habilidade contém um nível de desafio, sendo possível explorar os vários tipos de acções de cada habilidade. Adicionando ainda a aventura de Magolor e toda a sua nova jogabilidade e possibilidade de a melhorar, temos aqui um título Kirby com bastante variedade para qualquer jogador e um jogo de sonho para os velhos e novos fãs de Kirby. Para além da aventura principal e sub-modos, temos também os vários mini-jogos. Cada um com as suas próprias regras e desafios, temos então bastante diversão, seja a solo seja acompanhada, o que não falta neste título são razões para jogar. Muitos destes mini-jogos já estavam no título original, mas agora contamos com Booming Blasters, Magolor’s Tome Trackers e Samurai Kirby 100. Este último é praticamente igual a Samurai Kirby, mas desta vez podemos tentar derrotar os 100 jogadores mais rápidos do dia.

Os gráficos de Kirby’s Return to Dream Land Deluxe apresentam mais melhorias, utilizando também o design moderno das personagens, mantendo assim em linha com os títulos Kirby que já estão disponíveis na Nintendo Switch. Todos os níveis revisitam temas de outros títulos, sem apostarem demasiado no que já havia sido feito.Os níveis foram detalhadamente construídos, excepto um outro caso que parece ter sido mais directo e apenas fizeram um nível mais fácil e/ou simples, é possível ver aqui uma tentativa forte de dar contexto ao universo que vamos explorando pelo título. Temos também agora acesso a máscaras, que vamos desbloqueando através de certos requisitos, com a possibilidade de utilizarmos uma máscara de um velho amigo ou inimigo durante o jogo. Como já é habitual por parte da equipa HAL Laboratory, não vi qualquer tipo de bugs e/ou glitches durante a minha jogabilidade.

Em termos de som, como também já é habitual por parte da equipa, estamos bem servidos de temas e sound design de excelência. E podemos facilmente comprovar isso quando desbloquearmos o modo Jukebox, onde podemos explorar toda a banda sonora do jogo, à medida que vamos desbloqueando novos conteúdos. Desde os passos de Kirby, ao som das labaredas, tudo o que exista e se mova de alguma forma, produz som. A não ser alguma situações muito especificas, ou até alguns inimigos, qualquer interacção com este universo produz som, o que facilita ao atravessarmos todo o nível.

Este é um dos títulos Kirby com mais conteúdo, em qualquer plataforma. Apesar dos mini-jogos por si só não serem o melhor conteúdo, o facto de estarem todos juntos faz com que a experiência no seu total seja muito divertida. Contando com a história principal e as máscaras que podemos desbloquear durante o completar de missões em Merry Magoland, adicionamos umas boas dezenas de horas de conteúdo. Quase o dobro se contarmos com a habitual história extra, que adiciona uma camada de dificuldade e novos inimigos nos mesmo níveis. Adicionando o novo modo de Magolor, temos facilmente mais uma ou duas dezenas de horas de conteúdo. Se contarmos ainda com outros modos que vamos desbloqueando pelo caminho e que vão aumentando a dificuldade, temos facilmente aqui um jogo para bastante tempo, principalmente se quiserem completar o jogo a 100% e não quiserem ficar exaustos de completar tudo duma só vez.

Sem dúvida que Kirby’s Adventure Wii já era um título com bastante conteúdo e qualidade, mas Kirby’s Return to Dream Land Deluxe eleva a fasquia e agrupa toda a experiência com um pacote de luxo. Tal como referi no início, os fãs de Kirby vão adorar o jogo. Os jogadores que nunca jogaram o título original, facilmente recebem uma recomendação para experimentar este título, sem grandes questões. Os jogadores que já completaram o jogo original, têm agora várias razões para jogar esta nova iteração, recomendando sempre uma baixa de preço para estes casos. Mas feitas as contas, este é possivelmente um dos melhores jogos Kirby feitos até hoje.

█ F.S.

Análise – Kirby’s Return to Dream Land Deluxe

KIRBY’S RETURN TO DREAM LAND DELUXE está disponível para a Nintendo Switch. Para mais informações, visita o website oficial.

Mais uma aventura de Kirby na Nintendo Switch, agora revisitando o título que saiu originalmente para a Wii como Kirby's Adventure Wii com mais algumas adições incluídas, trazendo assim uma nova plateia para o título. O título original saiu há mais de 10 anos, e portanto, facilmente conseguirá arranjar novos,…

Kirby's Return to Dream Land Deluxe (Nintendo Switch)

História - 75%
Jogabilidade - 90%
Gráficos - 85%
Som / Banda Sonora - 95%
Longevidade - 90%

87%

Muito Bom

Kirby's Return to Dream Land Deluxe eleva a fasquia e agrupa toda a experiência com um pacote de luxo. Os fãs de Kirby vão adorar o jogo. Os jogadores que nunca jogaram o título original, facilmente recebem uma recomendação para experimentar este título, sem grandes questões. Os jogadores que já completaram o jogo original, têm agora várias razões para jogar esta nova iteração. Mas feitas as contas, este é possivelmente um dos melhores jogos Kirby feitos até hoje.

User Rating: Be the first one !
Filipe Silva
Aborrece-me:
Latest posts by Filipe Silva (see all)

Sem Comentários

Deixe um comentário

Segue-nos no Instagram

This error message is only visible to WordPress admins

Error: No posts found.

Make sure this account has posts available on instagram.com.

Junta-te a nós no facebook

Vídeo em destaque

30 minutos de Jogabilidade

MOSH BITAITES

Próximos Lançamentos