Menu

Fall Guys, a febre

Por que é que está toda a gente a jogar Fall Guys? E o que vem a ser isto?

Fall Guys é um jogo multijogador estilo battle-royal online que acaba de ser lançado para a PlayStation 4 e Steam. Foi desenvolvido pela Mediatonic e distribuído pela Devolver Digital.

Com um avatar que é uma espécie de feijão fofinho com cara de tomada, temos sempre à disposição um minijogo aleatório para batalhar com outras 59 pessoas. Temos de sobreviver em vários cenários visualmente atraentes, numa espécie de simulador de saltos em insufláveis no dia da criança. Todos os feijõezinhos são devidamente acolchoados, bem como todas as estruturas, para que possam esbardalhar-se em segurança.

Os níveis são escolhidos aleatoriamente e são eles corridas com obstáculos, captura da bandeira (ou melhor, da cauda), o último a cair, etc. A maioria dos jogos são todos contra todos, exceto alguns que dividem os jogadores em equipas, como o Egg Scramble; aqui três equipas têm de recolher ovos e trazê-los para o seu cesto. Uma coisa é garantida, não é um jogo monótono.

O objetivo em todos eles é recebermos a tão cobiçada coroa, destinada ao primeiro qualificado em cada jogo. Quem é qualificado, vai passando ao jogo seguinte, cada vez com menos jogadores.  Os restantes vão ficando pelo caminho.

À medida que ganhamos jogos e juntamos pontos, desbloqueamos cores e adereços. O bónus da primeira semana é o fato de lobo, mas há ainda todo o tipo de outros fatos como ananases ou piratas, que podem ser adquiridos com microtransações.

É um jogo super divertido e rápido, pois cada minijogo tem a duração de 2 ou 3 minutos. Aquele caos todo, os controlos propositadamente instáveis, fazem com que seja difícil largar o comando.

Fall Guys chegou rapidamente ao primeiro lugar no top de vendas da Steam e também na PlayStation, uma vez que é gratuito no serviço PlayStation Plus este mês. Está neste momento em segundo lugar nos jogos mais transmitidos no Twitch (só League of Legends está em primeiro) e contou com dois milhões de jogadores nos primeiros 5 dias. Como ninguém estava à espera do sucesso repentino, ainda apresenta alguns problemas de conexão, sendo que por vezes é difícil entrar nos jogos.

Acho que a última vez que me ri tanto com um jogo foi o Rayman Raving Rabbids da Wii e há uma certa semelhança no ambiente pateta e divertido.  Um ponto negativo são os sons, que são demasiado repetitivos e a música, embora divertida, ao fim de umas horas de jogo, já sabe bem em  mute.

Se quiserem dar uma olhadela ao gameplay, estarei em direto no Twitch na sexta feira, dia 14 pela 19h, com uma convidada especial: a Nicole Concha (em inglês). Apareçam!

Latest posts by Martina Silvestre (see all)

Sem Comentários

Deixe uma resposta

Junta-te a nós no facebook

Vídeo em destaque

Próximos Lançamentos